Quinta-feira Santa

Maundy Thursday

fonte: elmhurstbaptistchurch.com

Quando a igreja presta culto na quinta-feira santa, ela se lembra da última noite que Cristo passou com seus discípulos no Cenáculo. Três grandes eventos acontecem nesta noite: Ele lavou os pés do discípulos, instituiu a ceia do Senhor, e ele deu-lhes o “novo” mandamento: amar uns aos outros. O nome deste dia (em inglês) deriva deste último. “Maundy” vem do latim “mandatum novum” referindo-se ao “novo mandamento” que Jesus deu aos discípulos em João 13: 34.

Neste dia, Jesus comemorou a refeição da Páscoa com seus discípulos, uma rememoração de Deus salvando seu povo da escravidão no Egito. Ao celebrar esta observância, Jesus estava apontando para a nova aliança que faria com o povo de Deus, resgatando-os da escravidão espiritual para com o pecado e a morte. Antes da refeição,ele lavou os pés de seus discípulos e instituiu a Ceia do Senhor (Comunhão, Eucaristia, Missa). Ao fazê-lo, o nosso Rei-Servo forneceu um meio de graça e um exemplo para seguirmos. A participação cristã nestas práticas reflete sobre o novo mandamento de Jesus: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei”.
 
Em algumas tradições, o culto na quinta-feira santa envolve o lava-pés. E sempre, na quinta-feira santa, a ceia do Senhor é a parte central do culto. Há muitos dimensões ricas de significado na ceia do Senhor que são apropriadas para esta ocasião, como a preparação Cristo para a sua morte, o seu chamado ao amor comunal, e seu claro sentido de antecipação do seu Reino vindouro.
 
Se a Quinta-feira santa é o seu único momento de culto durante a Semana Santa, ele também deve chamar a atenção para os eventos da Sexta-feira Santa, incluindo o julgamento, a crucificação, e consequentemente a morte e o sepultamento de Jesus.

fontes: The Liturgy Letter; Calvin Institute.
Mais: What is Maundy Thursday?


A seguir, forma de oração contida no livreto de abril:


Q SANTA 13

Convite
Os que confiam no SENHOR são como o monte Sião, que não pode ser abalado, mas permanece para sempre. Como os montes em volta de Jerusalém, assim está o SENHOR em volta do seu povo, desde agora e para sempre. Sl 125:1–2

Invocação
Faze com que eu entenda o caminho dos teus preceitos; 
assim meditarei nas tuas maravilhas. Sl 119:27

Louvor
Lembra-te da promessa feita ao teu servo, pela qual me deste esperança. 
Este é o consolo da minha angústia: tua promessa me vivifica. Sl 119:49–50

Refrão 
Não se perturbe o vosso coração. Crede em Deus, crede também em mim. João 14:1

Leitura
Manhã: Êxodo 12: 1–14 * A Páscoa do Senhor
Meio-dia: João 13: 1–17, 31b–35 * O serviço de Cristo: lava-pés e ceia
Noite: 1 Coríntios 11: 23–26 * Proclamai a morte do Senhor

Refrão 
Não se perturbe o vosso coração. Crede em Deus, crede também em mim. João 14:1

Salmo 
Amo o SENHOR, pois ele ouve o clamor da minha súplica. Inclina seu ouvido para mim; eu o invocarei enquanto viver. Que darei ao SENHOR por todos os benefícios que ele me tem dado? Tomarei o cálice da salvação e invocarei o nome do SENHOR.
Cumprirei meus votos ao SENHOR, na presença de todo o seu povo.
Eu te oferecerei sacrifícios de ação de graças e invocarei o nome do SENHOR.
Cumprirei meus votos ao SENHOR, na presença de todo o seu povo,
nos átrios da casa do SENHOR, no meio de ti, ó Jerusalém! Sl 116:1–2, 12–19

Refrão 
Não se perturbe o vosso coração. Crede em Deus, crede também em mim. João 14:1

Clamor
À tarde, de manhã e ao meio-dia me queixarei e me lamentarei; 
e ele ouvirá minha voz. Sl 55:17

Pai Nosso que estás no céu…

Coleta 
Pai todo-poderoso, cujo amado Filho, na véspera de sua paixão, instituiu o sacramento do seu Corpo e Sangue, concede-nos, em tua misericórdia, que o recebamos com gratidão, em memória de Jesus Cristo, nosso Senhor, que
nestes santos mistérios nos dá o penhor da vida eterna; ele, que vive e reina contigo e com o Espírito Santo, um só Deus agora e sempre. Amém. †

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.